terça-feira, 31 de outubro de 2017

Pesquisa mapeia conexões entre OSCs e negócios de impacto


Com o objetivo de mapear a capacidade criativa e empreendedora das OSCs e entender a relação entre o terceiro setor e negócios de impacto, o CEATs (FEA/USP) lançou, em parceria com o Instituto de Cidadania Empresarial (ICE) e a Ashoka, a pesquisa “Lições da prática: reflexões sobre os elos entre OSC e negócios de impacto socioambientais”.

O estudo, conduzido pelas professoras da FEA-USP, Rosa Maria Fischer e Graziella Comini, constata que existe um ambiente propício para implementação de iniciativas de mercado no âmbito das OCSs. Para chegar a esta conclusão, foram realizadas 12 entrevistas em profundidade, um workshop e o mapeamento com 50 lideranças de OSCs de diferentes setores que já haviam implementado algum tipo de experiência de geração de receita em suas organizações.

Segundo a pesquisa, parte dessas OSCs já pilotam experiências, outras intensificam atividades de geração de receita e outras ainda desenvolvem seus modelos de negócios. Existem também as organizações que já nasceram com uma lógica híbrida (gerar impacto e ser rentável). Apesar das diferenças entre as organizações, o consenso existe: todas devem se preocupar em tomar decisões pautadas em critérios socioambientais e econômicos, a fim de garantir a sobrevivência no longo prazo.

Dentre os desafios enfrentados, destacam-se a dificuldade em desenvolver um modelo de negócios estruturado; a falta de compreensão de terminologias do mundo dos negócios; a inexistência de investimento semente para testar modelos inovadores; e, sobretudo, o risco (e medo) de se desvirtuar da missão.

Já as motivações vão desde a atual dificuldade de captação de recursos, o desejo em sair da lógica do projeto de curto prazo e a demanda de prestação de serviços por potenciais clientes.

De acordo com o estudo, seja qual for o modelo adotado pela organização, a missão institucional da organização deve sempre nortear as ações e inovações. Diferente do senso comum relacionado à lógica de mercado, a pesquisa aponta que esta é uma oportunidade para as OSCs demonstrarem que é possível atuar em um contexto competitivo com valores e princípios voltados para a colaboração, transformação positiva e responsabilidade socioambiental.
Acesse

Para conhecer a pesquisa, acesse aqui.


Via Portal Gife
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta