terça-feira, 24 de outubro de 2017

Campanha de papel higiênico preto revolta internautas por usar slogan de movimento negro

Propaganda da Personal para o novo papel higiênico de cor preta Foto: Reprodução

A Personal lançou nesta segunda-feira um novo produto: papel higiênico preto. Para o lançamento, a empresa decidiu usar como slogan a hashtag #Blackisbeautiful, termo usado para caracterizar um movimento criado na década de 1960 por artistas e intelectuais contra o racismo. Por conta disso, internautas brasileiros acusam a empresa de apropriação cultural e de fazer uma propaganda racista.

Nas redes sociais, uma internauta diz que a marca "esvazia" o significado da expressão "para promover um papel higiênico preto".

"Negro é lindo. Na década de 60, punhos cerrados se ergueram ao ar para eliminar a noção de que as características naturais de pessoas negras - como cor da pele, traços faciais e cabelo - eram feias. A frase (e a ideia) eternizou. Agora, a Personal pega esta MESMA frase - hoje, hastag - e ESVAZIA o seu significado para promover um papel higiênico preto. Um tremendo desrespeito aos revolucionários da década de 60. Um desrespeito descomunal a nós negros, que bebemos desta fonte para nos fortalecermos", diz.

Em um outro post no Facebook, o escritor Anderson França também criticou a marca pelo uso do slogan:

"A Santher - Fábrica de Papel Santa Therezinha S/A, detentora da marca Personal, decidiu que aqui no Brasil essa expressão deve se referir não ao histórico de lutas de lideranças pretas americanas e de outras pelo mundo, mas a Santher, numa atitude racista e irresponsável, consciente e deliberada, decidiu que essa expressão deve remeter a papel higiênico, cuja função qualquer pessoa conhece. Esse não é senão um dos mais graves ataques racistas praticados por uma empresa brasileira", diz um dos trechos da declaração de França.

Procurada pelo EXTRA, a Personal ainda não comentou o caso.




Via Portal Extra
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta