sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Música e debate sobre racismo em Macapá vão celebrar os 4 anos do 'Espaço Caos'

Bandas, poesia e uma roda de conversa fazem parte da programação que será realizada no sábado (9), no bairro Beirol, Zona Sul.

Espaço Caos organiza programação para comemorar 4 anos de trabalhos em Macapá (Foto: Jorge Abreu/G1)

Para celebrar os 4 anos do “Espaço Caos – Arte e Cultura”, o grupo organiza uma programação que deve contar com shows de bandas locais, poesia e um debate com o tema racismo. A festa será realizada no sábado (9), a partir de 17h, na sede do coletivo, no Bairro Beirol, Zona Sul de Macapá.

De acordo com um dos fundadores do Espaço Caos, Alexandre Brito, a proposta é incentivar o trabalho artístico-cultural amapaense. Ele destaca que a comemoração é para o crescimento das produções independentes.

“O espaço é para cada um mostrar seu trabalho, tem gente vendendo artesanato, tem gente tocando algum som, tem exposição de pinturas, grafites, e por aí vai. O aniversário do Caos representa 4 anos de cultura e arte independente em Macapá”, disse.

Banda Johnny Bigode é uma das atrações da programação de aniversário (Foto: Jorge Abreu/G1)

Criado em 2013, atualmente o Caos agrega coletivos culturais alternativos e empreendimentos criativos, sendo eles Estúdio Caos, Festival Imagem-Movimento (FIM), Margem – publicações independentes, Pigmentos Serigrafia e os cineclubes Cine Gore e Clube de Cinema.

O debate “Racismo, discriminação e preconceito étnico” abre a programação de aniversário. A partir das 19h, o evento segue com Vídeo-Discotecagem com DJ Fúria Negra, Tatamirô Grupo de Poesia com “Poesias Sonoras: máquinas rizomáticas” e apresentações musicais das bandas Johnny Bigode, O Sósia e do cantor pop Jhimmy Feiches.

Serviço

Aniversário de 4 anos do Espaço Caos – Arte e Cultura
Dia: 9 de setembro
Hora: 17h (entrada liberada até 17h30)
Local: Espaço Caos - Arte e Cultura (esquina da Rua Leopoldo Machado com Av. Goitacazes, nº 4004, Bairro Beirol)
Ingresso: R$ 8,00
Classificação: 18 anos


Via G1
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta