sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Jovem baiano constrói “Ferrari” apenas com sucata e tira onda

Não se fala em outra coisa em Paramirim, no sudoeste da Bahia.


O Geovane Félix, de 23 anos, não é nenhum milionário, mas ostenta uma “Ferrari”, vermelha, modelo único. O possante foi construído com sucata. Isso mesmo: S-U-C-A-T-A. O rapaz prova que a criatividade está no DNA dos brasileiros.

Ele aproveitou o conhecimento acumulado na serralheria do pai. Investiu cerca de 6 mil reais para comprar algumas peças. O restante são sucatas que ele foi juntando, em Paramirim, no sudoeste da Bahia, onde o rapaz mora, segundo informações do iBahia.

Geovane conta que montou a “Ferrari” por diversão: “Fiz só para dar uma voltinha aqui na cidade mesmo”. O carro é uma miscelânea de outros carros, digamos assim. O motor é de uma motocicleta de 200 cilindradas, painel de Del Rei, lataria da sucata da lateral de um ônibus, caixa de marcha de Gol e volante de Fusca.

Já as rodas foram construídas pelo próprio Geovane, assim como os bancos e o chassi. Os vidros são as únicas peças que ele encomendou. A pintura do carro foi ele mesmo que fez também. O carro atinge uma velocidade máxima de 40 km por hora, bem abaixo dos 350 km por hora da Ferrari original. Existe espaço para duas pessoas.

Marcos Domício

A placa, na traseira do carro, traz o nome Itália e a identificação G2017V – G de “Geovane” e V de Vanessa, sua esposa. O carro demorou para ficar pronto, já que era tudo parte de uma brincadeira.

“Comecei aos poucos a construir o carro em outubro do ano passado, nos fundos da oficina do meu pai. Comecei pelo chassi, depois as rodas. A parte elétrica é toda de moto, fui fazendo as adaptações. A ignição é eletrônica, todos os faróis e piscas dianteiros e traseiros funcionam, assim como a luz de freio”, contou o auxiliar de cabeleireiro, que não tem Carteira de Habilitação Nacional (CNH).

Mas, olha só, apesar de ser feito com um monte de sucata, Geovane já recebeu várias propostas para trocar a “Ferrari” por um carro convencional. Aceitou nenhuma, até porque o modelo é único e faz bastante sucesso.

No dia 1º de setembro ele vai apresentar a máquina em um evento de motocicletas na sua cidade. Geovane não pretende parar por aí: ele planeja construir um Lamborghini Aventador, “daqueles que abrem as portas para cima”, de sucata, claro.

A “Ferrari” de Geovane faz tanto sucesso que não se fala em outra coisa em Paramirim. A cidade inteira foi surpreendida. “Ele fez o carro escondido, ninguém sabia. Todo mundo ficou admirado com a inteligência dele”, disse o amigo Ronaldo de Almeida, gerente de um supermercado local. Só falta agora regularizar o veículo e colocar o número do chassi no departamento de trânsito – e tirar sua carteira de habilitação, Geovane!


Via Razões Para Acreditar
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta