segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Astronauta, médica e inspiração da Disney destaca a força da curiosidade


Astronauta Yvonne Cagle no evento Friends of Tomorrow, em São Paulo

Você pode não conhecer Yvonne Cagle, mas é provável que sua vida se apresente como um exemplo inspirador. Astronauta da Nasa, médica, professora adjunta de medicina cardiovascular na Universidade Stanford e consultora da Disney, a norte-americana de 58 anos defende a importância de manter viva a curiosidade e de explorar sempre aquilo que está à nossa volta. O resumo de seu currículo, com atuações tão diferentes em instituições de peso, mostra que ela soube como colocar isso em prática.

Seu fascínio pelo espaço começou em 1969, quando brincava de esconde-esconde com os amigos e o pai a chamou para ver algo na TV. Era a chegada do homem à Lua. Passou os momentos seguintes dividindo sua atenção entre o que via na tela, dentro de casa, e no céu, fora dela, tentando observar ao vivo a conquista do astronauta Neil Armstrong. Era uma época com poucos ícones para inspirar uma garota negra a chegar tão longe, mas ela encontrou a motivação de que precisava olhando para dentro.

Você é definido pela determinação com a qual persegue seus sonhos, não por parar na vida 
Yvonne Cagle, astronauta

"Alimentei meus sonhos com muita inovação. As invenções me absorviam e me deixavam isolada de qualquer forma de distração que pudesse me desanimar", contou em entrevista por e-mail ao UOL . Depois, inspirou-se na matemática Katherine Johnson, que trabalhava na Nasa e teve sua história contada no filme "Estrelas Além do Tempo". No Oscar de 2017, dividiram o palco: Yvonne empurrou a cadeira de rodas de Katherine, que foi homenageada pelas protagonistas do longa antes de anunciarem o prêmio de melhor documentário.

Chris Pizzello/Invision/AP

Yvonne Cagle acompanhou a matemática Katherine Johnson durante o Oscar

Questionada se não a incomoda falar sempre sobre sua raça e gênero --questões que passariam batidas fosse ela um homem branco--, a astronauta respondeu: "É uma conversa relevante e necessária, porque este é um trabalho em progresso na nossa cultura. Ainda tem muito a ser feito para que possamos chegar à paridade real, com todos colocando em prática, sem amarras, todo o seu potencial".
Como inspirar crianças

Recentemente, Yvonne passou a testar esse seu potencial em uma área até então desconhecida. Embarcou em uma nova missão e passou a dar consultoria para a Disney, na animação "Miles do Amanhã" ("Miles from Tomorrowland"), disponível no Brasil pela Netflix. O desenho conta a história da família Miles, que viaja pelo espaço para construir um sistema de trânsito intergaláctico.

Curiosidade e descobertas estão no foco do conteúdo, que apresenta às crianças conceitos de ciências, tecnologia, engenharia e matemática.

Divulgação/Disney
Características de Yvonne estão em Phoebe, mãe e capitã em 'Miles do Amanhã'

Criador e produtor-executivo da animação, Sascha Paladino contou em entrevista por e-mail ao UOL que algumas características de Yvonne foram incorporadas na personagem Phoebe, mãe da família Miles e capitã da nave Stellosfera. São elas: a curiosidade, a atitude positiva e o fato de que queria ser astronauta desde criança.

"Yvonne nos inspirou de muitas maneiras. Para ela, é importante mostrar às crianças que elas podem construir seus próprios sonhos: isso nos serviu de guia para o programa como um todo. Ela também nos contou de aspectos psicológicos sobre a vida no espaço, como a importância dos companheiros durante uma missão. Levamos isso a sério e garantimos que os Miles tivessem muitos companheiros, de todas as formas, tamanhos e espécies", disse Paladino. 

Na lista de títulos favoritos de ficção científica, a astronauta menciona os filmes "Cowboys do Espaço", "Perdido em Marte", "Vida", "Viagem Fantástica" e "O Enigma de Andrômeda". "Star Trek" está entre as recomendações de séries, enquanto "Gravidade", de Tess Gerritsen, é sua escolha de livro.

Ida a Marte

Selecionada pela Nasa em 1996, Yvonne nunca participou de uma missão para o espaço. Em seu currículo, o destaque fica com contribuições para as áreas de ciência, tecnologia e saúde.

No início de agosto, ela esteve no evento Friends of Tomorrow, realizado em São Paulo, para falar sobre os desafios envolvendo a exploração de Marte. Do ponto de vista médico nesse ambiente ainda pouco conhecido, mencionou a radiação, o descondicionamento dos músculos, o enfraquecimento dos ossos, a deterioração da visão e a importância da robustez nutricional --sobre este último tema, Yvonne participou de um programa com testes de alimentos para a ida a Marte.

Segundo ela, esta e outras viagens ao espaço representam uma arrancada tecnológica, que obriga diversas áreas a trabalharem colaborativamente para inovar em soluções eficientes.


Via Portal Jornal Floripa / UOL
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta