quarta-feira, 3 de maio de 2017

Cinco histórias inspiradoras de quem começou do zero e botou a mão na massa


Antes de dormir, na hora do banho, andando de ônibus… vira e mexe boas ideias surgem em nossas cabeças, mas, por motivos diversos, não as colocamos em prática. Esse post reúne exemplos de pessoas que conseguiram romper essa barreira, fizeram acontecer e hoje colhem os frutos.

1. O pequeno vendedor de cookies

Aos cinco anos de idade, cansado de esperar pelo ônibus na hora de ir para a escola, Cory Nieves fez uma sugestão à sua mãe: por que não vender seus deliciosos biscoitos e juntar dinheiro para comprar um carro? A ideia foi para frente, o menino fundou a Mr. Cory’s Cookies e hoje, aos 12 anos, tem clientes em todos os Estados Unidos – incluindo corporações como Macy’s e Citibank. Sucesso, carisma e estilo de sobra. Cory é demais.


2. O menino da gravata-borboleta

Mais uma prova de que boas ideias não têm idade certa. Mo Bridges tinha apenas nove anos quando aprendeu a costurar e começou a fazer suas próprias gravatas-borboleta. E elas eram lindas! O talento rapidamente virou negócio e o menino criou sua marca, a Mo’s Bows. Agora com quatorze anos, ele tem parcerias com gigantes como Bloomingdale’s e Neiman Marcs, vendendo suas gravatas coloridas mundo afora.


3. A moça dos chocolates de presente

Outro negócio de sucesso que nasceu em casa. O Natal de 2003 se aproximava e Flo Broughton, uma designer inglesa de 24 anos, estava sem grana para comprar presentes. A solução foi passar uns dias na cozinha fazendo delicados chocolates para amigos e família.

Os doces fizeram tanto sucesso que Flo foi encorajada a seguir adiante e acabou por criar a Choc on Choc. O negócio prosperou e sua marca passou a ser reconhecida em todo o Reino Unido pela combinação de sabor e esmero. Hoje mãe de dois filhos e dona de uma marca milionária, Flo não deve passar muito aperto na hora das comprinhas de Natal.


4. O refugiado que começou de novo

Como tantos outros sírios, Assam Hadhad se viu obrigado a procurar refúgio em outra parte do mundo quando a guerra civil afundou seu país. Ele era dono de uma fábrica de chocolates em Damasco, mas viu seu negócio ser bombardeado e foi atrás de nova vida no Canadá.

As condições eram desfavoráveis, a fábrica passou a ser um espaço improvisado perto da nova casa, mas o dom da família seguia o mesmo. Os chocolates sírios conquistaram os corações canadenses e viraram uma febre de vez após o primeiro-ministro Justin Trudeau contar a história de Assam na ONU. Os docinhos do Peace By Chocolate são um exemplo de superação e tolerância – além, claro, de parecerem deliciosos.


5. A mulher que perdeu quilos e ganhou libras

Após uma sequência de gestações, divórcios e tragédias familiares, a inglesa Terri Ann Nunns se viu às voltas com a depressão e ganhou peso até chegar a marca dos 100 quilos. Foi quando elaborou uma dieta para recomeçar sua vida, sem saber que aquela atitude lhe traria muito mais que benefícios à saúde. Após perder quase 50 kg e mostrar seu “antes e depois” na internet, Terri Ann foi procurada por milhares de desconhecidos à procura da fórmula mágica. Oportunidade na mão e muito bem aproveitada.

Ela lançou o site “O Plano de Dieta 123 de Terri Ann”, no qual explica seu regime passo a passo para mais de 50 mil membros. A página virou livro, a dieta virou fonte milionária de renda e Terri Ann é hoje exemplo de empresária de sucesso no Reino Unido.


Todo mundo tem algum talento pouco explorado, alguma ideia bacana na gaveta. O negócio é botar a mão na massa sem medo de se aventurar. Foi pensando nisso que a Rider criou o Festival #DáPraFazer – tanto para celebrar quem se vira nos trinta para e faz a diferença, quando para inspirar quem ainda precisa de um empurrãozinho para chegar lá. E aí, já explorou seu lado fazedor hoje?


Via Hypeness
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta