segunda-feira, 24 de abril de 2017

Forbes cria versão feminina de bilionários e fala de desigualdade

Campanha da Forbes Brasil discute desigualdade de gênero em versões criativas de bilionários

Campanha da Forbes Brasil: versão feminina de bilionários revela desigualdade: uma das notícias da semana em Marketing (Forbes Brasil/Divulgação)

São Paulo – Se o bilionário criador do Facebook Mark Zuckerberg, o quinto mais rico do mundo segundo a Forbes, fosse mulher, ele seria “apenas” o 11º da lista, já que seus ganhos seriam 21% menores.

Essa é a ideia por trás da nova campanha “Mulheres Forbes”, da Forbes Brasil.

A publicação criou três personagens mulheres: Billie Gates, Carla Slim e Marcia Zuckerberg.

As ilustrações trazem versões femininas de Bill Gates, Carlos Slim e Mark Zuckerberg.

Essas imaginativas versões dos bilionários trazem informações comparativas que revelam o “gender pay gap” mundial: como mulheres, nos mesmos cargos que homens, ganham menos.

Bill Gates, o maior bilionário do planeta, ganharia 21% menos e seria o quarto da lista.

Já o mexicano Carlos Slim, enquanto Carla ganharia 17% menos e cairia da sexta posição para a décima no ranking Forbes.

Segundo a marca, a ideia também é mostrar como há poucas mulheres na lista de bilionários.

A criação foi da agência Ogilvy Brasil.

Confira as peças da campanha:

Campanha da Forbes Brasil: versão feminina de bilionários revelam desigualdade (Forbes Brasil/Divulgação)

Campanha da Forbes Brasil: versão feminina de bilionários revelam desigualdade (Forbes Brasil/Divulgação)

Campanha da Forbes Brasil: versão feminina de bilionários revelam desigualdade (Forbes Brasil/Divulgação)


Via Portal Exame
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta