terça-feira, 18 de abril de 2017

Designer acusa Aeroporto do Rio-Galeão de plágio em logo

Designer brasileira diz que seu trabalho de faculdade de 2011 foi copiado pela concessionária que criou o novo logo do Galeão, em 2014

Logo do Aeroporto Internacional Tom Jobim: acusação de plágio por parte de designer (RIOgaleão/Divulgação)

São Paulo – Uma designer brasileira está acusando o RIOgaleão (nome fantasia do Aeroporto Internacional Tom Jobim) de plágio.

A informação foi dada na coluna do jornalista Ancelmo Gois, do jornal O Globo.

A designer, que atualmente mora na Holanda, acusa a concessionária que cuida do aeroporto (Odebrecht TransPort, Changi de Cingapura e Infraero) de plagiar o seu trabalho de faculdade no redesenho do logo e identidade visual do aeroporto, feito em 2014. 

Ela diz que seu trabalho de conclusão de curso, feito em 2011 na escola de Belas Artes da UFRJ, foi copiado no projeto de nova identidade visual do Galeão, em 2014. O trabalho foi feito pela empresa Ana Couto Branding.

Além disso, quem assina o logo criado para o Galeão seria um ex-colega de faculdade da designer.

Segundo O Globo, o processo corre na 44ª Vara Cível e a profissional pede R$ 50 mil de indenização por danos morais.
Resposta

A concessionária emitiu hoje (13) uma nota oficial sobre o caso:

“O RIOgaleão contratou a agência carioca Ana Couto Branding, em 2014, para desenvolver a marca da concessionária. Após seis meses de planejamento, desenvolvimento e concepção, envolvendo dezenas de pessoas tanto da agência quanto da própria equipe do aeroporto, esta marca, que teve inspiração na música do maestro Antonio Carlos Jobim e é baseada nos ritmos, na energia, na poesia e na beleza natural do Rio de Janeiro, foi escolhida entre outras duas ideias concorrentes apresentadas pela agência. A equipe da Ana Couto Branding foi premiada no TOP XXI – Prêmio Design Brasil, na categoria Branding, por este projeto. Em função da demanda apresentada pela designer Renata Szlachta, uma análise do trabalho dela e da marca RIOgaleão foi realizada por um escritório de especialistas no assunto e ficou constatado que não há indícios de plágio entre elas. A concessionária reforça que confia no trabalho da agência, com anos de experiência, reputação e reconhecimento no mercado, e que está trabalhando para o absoluto esclarecimento do assunto”.
Trabalhos

O trabalho da designer, de 2011, traz ondas sonoras de acordo com os ritmos musicais tipicamente cariocas, como bossa nova, choro e samba.

As ondas, coloridas e “em camadas”, remetem às ondas do mar e às paisagens.

O redesenho do logo de 2014 do RIOgaleão traz, aparentemente, o mesmo princípio: três ondas sonoras diferentes (MPB, Funk e Bossa), igualmente coloridas e em camadas.

O desenho remete às ondas das praias e também lembra muito o relevo carioca, como o Pão de Açúcar e o Corcovado.

Veja a imagem que compara os dois trabalhos.

À esquerda, o trabalho da designer. À direita, a identidade visual do aeroporto.

Trabalho de designer e desenho do Rio-Galeão: acusação de plágio na justiça (Reprodução/Reprodução)


Via Exame
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta