quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Rede Quilombação organiza seminário neste fim de semana


Encontro tem confirmada a presença de importantes nomes do movimento negro, como Rosane Borges, Silvio Almeida e Juninho Jr

A rede Quilombação promove o Seminário “O Movimento Negro e a guinada conservadora: perspectivas nacionais e internacionais”, no dia 10 de Dezembro, das 9h às 18h, na sede do Sindicato dos Bancários, Rua São Bento, 413, centro. O evento tem o apoio da Boitempo, Instituto Luiz Gama, Sindicato dos Bancários e grupo 28 de Agosto.

Durante as atividades, estão programadas intervenções artísticas. O poeta Oswaldo de Camargo, autor de livros como “O Carro do Êxito” e “A Descoberta do Frio”, a fotógrafa Janeide Souza e Silva, responsável pelo do projeto “Cláudia, eu? Negras”, e Mano Lyee e Black Nandão, organizadores do sarau “Composição Urbana, Ideologia Fatal”, são os nomes confirmados. Está marcado também o lançamento da edição de número 27 da Revista Margem Esquerda, com o Dossiê Marxismo e Relações Raciais.

Dennis de Oliveira, integrante da Rede Quilombação e um dos organizadores do evento, explica como se deu o processo de construção do encontro. “O seminário é o coroamento de um processo de discussão que realizamos por meio de rodas realizadas em bairros periféricos durante o ano - São Mateus, Jardim Miriam, Heliópolis e Jardim Brasil. Em todas estas localidades, discutimos a proposta da Rede Quilombação - "A democracia não chegou na periferia" e a concepção da entidade de que o racismo é um elemento estrutural e estruturante das relações capitalistas brasileiras e, portanto, não é possível de ser superado apenas pelas medidas institucionais, embora elas sejam importantes”.


O seminário pretende discutir diversos problemas e entraves contemporâneos. Há a proposta de debater temas como a organização de imigrantes e refugiados africanos e haitianos no Brasil, os impactos da PEC 241 e as políticas econômicas do governo Temer para a população negra, mulheres negras e a luta contra a opressão de classe, gênero e etnia, e a juventude negra na luta contra o genocídio.

Dennis destaca a necessidade do movimento negro participar de pautas estruturantes da sociedade brasileira para superação do racismo. “Na visão da Rede Quilombação, é preciso romper com as estruturas, ou seja, ter uma práxis revolucionária. Isto coloca para nós, do movimento negro, a importante tarefa de batalhar no campo das ideias, resistir ao avanço conservador e lutar para que a agenda antirracista saia da periferia e venha para o centro do debate político. Para tanto, é preciso construir um projeto de esquerda e que tenha a temática do combate ao racismo como central. Aliás, não vejo como ser de esquerda sem ter o combate ao racismo como elemento central”.

Programação:

8h30 – Início do credenciamento

9h – Abertura: Dennis de Oliveira (Quilombação/SP); José Antonio (Quilombação/RS); Julio Cesar Silva Torres (Sind. Bancários), Valdir Estrela (Quilombação/BA); Carlos Guterrez (Quilombação/Colômbia); Tatiana Azeñas (Quilombação/Bolívia); Julio Cesar (Sindicato dos Bancários SP); Representação da organização de imigrantes e refugiados africanos e haitianos no Brasil

Mediadora: Tatiana Oliveira (Quilombação)

10h – Mesa 1: Conjuntura nacional – Os impactos da PEC 241 e as políticas econômicas do governo Temer para a população negra

Expositores – Dennis de Oliveira (Quilombação/USP), Rosane Borges (USP), Silvio Almeida (Inst. Luiz Gama/Mackenzie), Márcio Farias (Nepafro), Alessandra Devulsky (a confirmar), Ana Tércia (Faculdade 28 de Agosto)

Mediadoras: Maria Gloria Calado (Quilombação)

Lançamento da Edição 27 da Revista Margem Esquerda - Dossiê Marxismo e Relações Raciais

12h30 – Intervalo para almoço

14h – Mesa 2: Mulheres negras e a luta contra a opressão de classe, gênero e etnia

Expositoras – Tatiana Oliveira (USP – Quilombação), Eliete Edwiges Barbosa (PUC – Quilombação) e Maíra Moraes (USP – Quilombação)

Mediadora: Márcia e Télia Lopes (Quilombação)

16h – Intervalo para café

16h30 – Mesa 3: Juventude Negra e a luta contra o genocídio

Expositor@s: Cláudia Rosalina Adão (USP – Quilombação), Marcelo Cavanha (Quilombação), Natália (Iniciativa Negra para uma Nova Política de Drogas), Joselício Junior (Círculo Palmarino)

Mediadores: Fábio Lopes da Silva e Manuela (Quilombação)

Lançamento da campanha “Um povo sem memória não é um povo livre”

18h – Plenária final de encerramento

– Apresentação da Carta do III Seminário

– Apresentação da Comissão Política da Rede Quilombação

– Fala de representantes das organizações convidadas


Texto: Pedro Borges / Edição de Imagem: Pedro Borges
Via Alma Preta
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta