quarta-feira, 23 de novembro de 2016

A imagem de urso-polar com lata presa na boca que serve de alerta para o lixo jogado no mundo


A imagem dramática do filhote de urso-polar, que passou duas semanas sem poder se alimentar porque tinha uma lata de leite condensado presa na língua

Ambientalistas russos fez um alerta para os danos causados à vida selvagem pelo lixo que produzimos. O apelo ganhou força depois da divulgação das fotos de um filhote de urso-polar que ficou com uma lata presa na boca.

O caso ocorreu na remota ilha de Wrangel, um santuário natural no círculo Ártico, no extremo nordeste da Rússia, e que integra a lista de patrimônios mundiais da humanidade da Unesco.

O responsável pela reserva, Alexander Grudzev, disse à BBC que o filhote de urso sofreu durante duas semanas com a lata - de leite condensado - na boca e ficou muito estressado, sem conseguir se alimentar.

A operação de socorro mobilizou os guardas florestais da reserva, que tiveram que usar dardos tranquilizantes na mãe e no filhote de urso.
Santuário de biodiversidade

A montanhosa ilha de Wrangel tem a maior densidade populacional de ursos polares em cavernas e morsas-do-pacífico no mundo, segundo a Unesco.

O filhote foi avistado no fim de setembro, no início do outono europeu, seguindo a mãe em busca de comida, de acordo com o jornal local The Siberian Times.

Dvorjchenko Vitaliy/The Siberian Times
Para poder retirar a lata, guardas florestais fizeram mãe e filhote dormirem com dardos tranquilizantes

A lata estava presa na língua do filhote e os guardas florestais tiveram que tomar cuidado ao retirá-la para não provocar um grande sangramento.

"Felizmente, tudo acabou bem e espero que isso não aconteça mais", disse Gruzdev à BBC.

"Mas este caso mostra o perigo do lixo que o homem produz para os animais selvagens".

"Às vezes os animais comem sacos plásticos onde havia sido guardada comida".
Seis fatos sobre a ilha de Wrangel
Tem a maior densidade populacional de ursos polares vivendo em cavernas no mundo
Acredita-se que foi um dos últimos refúgios dos mamutes, antes da sua extinção
A International Date Line (IDL) - a linha imaginária de navegação que une os Pólos Norte e Sul e marca a mudança de dia no calendário - foi deslocada para leste para evitar a ilha e a Península de Chukchi no continente russo
O ponto mais próximo do continente fica a 140 km de distância
Praticamente todo o território é uma reserva natural protegida por leis federais e administrada pelo Ministério do Meio Ambiente e Recursos Naturais da Rússia
Fica entre os mares de Chukchi e da Sibéria Oriental, tem cerca de 7.600 km² de superfície e 125 km de comprimento
Operação de limpeza

"Tivemos o caso de uma raposa que ficou com a cabeça presa em um contêiner onde havia garrafas para a reciclagem."

Dvorjchenko Vitaliy/The Siberian Times
Livre da lata, o filhote acompanha a mãe de volta para o seu habitat na remota ilha de Wrangel, um santuário da biodiversidade reconhecido pela Unesco. Os ambientalistas afirmam que ele vai se recuperar totalmente do acidente

"Temos que estar lembrando constantemente as pessoas sobre a melhor maneira de jogar fora o seu lixo".

Gruzdev contou que, ironicamente, a lata que machucou o urso fora deixada por um grupo de trabalhadores contratado para limpar a ilha. A ilha de Wrangel tenta se livrar de toneladas de lixo - parte dele ainda dos tempos da União Soviética.

"Os trabalhadores usaram um barril como lata de lixo. Eles jogaram ali todo o lixo do acampamento deles, inclusive latas vazias".

"O filhote de urso achou esse barril antes que fosse descartado e, infelizmente, a lata ficou presa quando ele tentou lambê-la por dentro".

O filhote escapou sem dano permanente, segundo os especialistas.


Via UOL
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta