segunda-feira, 10 de outubro de 2016

“Raízes”: nova série do History discute sobre escravidão e a luta pela liberdade


O fenômeno televisivo dos anos 70 ganha nova roupagem protagonizada por um extraordinário elenco

Abrindo um novo debate sobre a escravidão e a luta pela liberdade, a premiada minissérie Raízes – fenômeno televisivo dos anos 70 – chega com uma nova versão à tela do History, no dia 17 de outubro. Com um roteiro dirigido a uma nova geração de telespectadores, a minissérie em oito episódios, exibida em quatro noites seguidas, é baseada no romance de Alex Haley, que relata a história da escravidão de Kunta Kinte, ancestral do autor, e a libertação de seus descendentes.

Esta nova versão de Raízes tem produção executiva de Will Packer (Policial em Apuros), Mark Wolper (filho do produtor da série original) e o ganhador de diversos prêmios Emmy LeVar Burton, que além de ser coprodutor, fez parte do elenco original, no núcleo de Kunta Kinte.

No elenco, Laurence Fishburne (ganhador de um Emmy por Tribeca) no papel de Alex Haley; Forrest Whitaker(Oscar de Melhor Ator por O Último Reino da Escócia) como Fiddler, um escravo que tenta guiar Kunta Kinte e arrisca sua vida para ajudá-lo a escapar; Anna Paquin (Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por O Piano e Globo de Ouro de Melhor Atriz por True Blood) no papel de Nancy Holt, a esposa de um oficial com um jeito peculiar em relação ao tratamento dos escravos; e o ator Jonathan Rhys Meyers (Ponto Final: Match Point, The Tudors e Globo de Ouro de Melhor Ator por Elvis) no papel de Tom Lea, um senhor de escravos rude.

Destaque também para Anika Noni Rose (premio Tony por DreamGirls, e reconhecida por seu protagonismo em The Good Wife e A Princesa e o Sapo) como Kizzy, a inteligente filha de Kunta Kinte e que mantém o orgulho da família e o espírito guerreiro; Chad L. Coleman (The Walking Dead, The Wire) interpreta Mingo, uma escrava que trabalha na plantação de Lea; e Erica Tazel (Justified) como Matilda, filha de um pregador religioso e objeto do amor de Chicken George.

A minissérie é um retrato histórico da escravidão nos Estados Unidos e tem como pano de fundo a saga de uma família para sobreviver, resistir e finalmente continuar seu legado, enfrentando dificuldades abissais e muita crueldade. Abrangendo varias gerações, a família começa com o jovem Kunta Kinte capturado em Gâmbia, sua terra natal, e transportando em condições desumanas para a América colonial, onde é vendido como escravo. O público do History poderá acompanhar, ao longo de toda a série, como esta família segue enfrentando as adversidades. A história de Kunta Kinte e das mulheres e dos homens que vieram depois dele, fazem eco na história de milhões de norte-americanos de origem africana e revelam poderosas verdades sobre a resistência universal do espírito humano.

A nova versão, original e contemporânea, incorporou mais material do romance de Haley e teve uma extensa e cuidadosa pesquisa. Com a ideia de utilizar essa poderosa história para incentivar o debate e o conhecimento sobre esta temática importante que faz parte da cultura americana, foi realizado um trabalho com historiadores especialistas em História Africana e Afroamericana e com líderes no assunto de todo o país.



no Series em Cena
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta