sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Professora chama aluno negro de macaco durante briga em escola no Rio


Mãe do adolescente registrou queixa; cena foi filmada por alunos

Um estudante negro de 14 anos foi chamado de macaco por uma professora dentro do Instituto de Educação Clélia Nanci, em São Gonçalo, Rio de Janeiro. O caso foi na segunda e a professora em questão foi afastada nesta quarta-feira (21). A família do adolescente registrou queixa por injúria racial contra a docente.

“O meu filho estava em sala com a turma. Antes de a professora chegar, ele e colegas juntaram mesas para jogar pingue-pongue. Os alunos dizem que ela chegou gritando com todos. Meu filho perguntou por que ela estava gritando, então ela disse que ele não era ninguém para questioná-la. Ela falou: “antes de olhar para mim, olhe para o seu rabo, macaco”, disse ao Extra Ana Silva, mãe do aluno.

A cena foi gravada por alunos. A mãe chamou a Polícia Militar quando soube do fato, mas a professora não foi presa. Ana foi orientada a procurar uma delegacia e registrar o caso, o que fez, e depois confrontou a docente em reunião da escola.

A professora negou ter chamado o aluno de “macaco”, mas quando viu o vídeo admitiu, pediu desculpas e justificou que estava nervosa. “Eu não desculpo. Fazer isso com um adolescente não tem desculpa. Ela ainda disse que mataria meu filho. Que professora é essa?”, questiona.

A professora não foi encontrada para comentar o caso. Em nota, a Secretaria de Educação afirmou que não compactua com discriminação e diz que a profissional foi afastada. “Por determinação do secretário de Estado de Educação, a professora foi afastada imediatamente de suas funções e passará a responder sindicância. A Seeduc ressalta que repudia quaisquer formas de preconceito e discriminação”, diz o texto.


Do Correio 24 Horas
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta