quinta-feira, 28 de julho de 2016

Tome vergonha Sra D. Claro e deixe de ser malandra!


Sra D. Claro,

primeiro gostaria de informar que nós viemos de uma família que nos ensinou a tratar com respeito às pessoas, tomar a benção aos mais velhos e respeitar o próximo. Segundo, todos nós brasileiros somos diariamente estimulados a acreditar que a senhora possa ser realmente uma empresa séria, responsável e que respeita o consumidor. No entanto, os fatos desmentem esta tese e sugerem que a Sra, seus diretores e seus robôs de telemarketing estão cometendo verdadeiros crimes contra os cidadãos brasileiros.
Veja o que vocês fizeram com minha família:
Compramos um modem móvel com pacote de dados de 12 Gigas.
A senhora faz ideia do que dar para fazer com tantos gigas bites, caso a senhora estivesse realmente entregando o que vendeu?
Pois é D.Claro, dois dias após a compra deste serviço a internet parou de funcionar e ao ligarmos para a senhora com o objetivo de tentar entender o que estava acontecendo, o seu serviço de telemarketing nos formou que já tínhamos utilizado todo o pacote de dados.
Insistimos que era impossível esse consumo tão rápido levando em consideração que viajamos durante boa parte do período e o modem permaneceu desligado durante esse tempo.
Neste momento D.Claro, um de seus atendentes de telemarketing, resolveu "checar o que estava acontecendo" e para nossa surpresa, ele pediu para desligar e religar o aparelho e disse que estava tudo resolvido. Era apenas um pequeno probleminha técnico que estava solucionado.
Viva!
Ficamos felizes, habemos conexão!
Yes! We have Internet!
Como dizem que alegria de pobre dura pouco, conosco não foi diferente.
24 horas depois, veja bem, no dia seguinte a internet parou de funcionar de novo.
Ligamos mais uma vez e fomos informados desta vez que o pacote de 12 gigas já havia sido utilizado completamente e que nós poderíamos adquirir um novo plano com 20 Gigas.
Precisando do serviço e acreditando que a senhora estava nos falando a verdade, resolvemos autorizar o acréscimo do serviço e para nossa surpresa....nada de internet.
Ficamos sem saber o que estava acontecendo e resolvemos ligar mais uma vez para a senhora D.Claro e para nosso espanto fomos infirmados desta vez por seus robôs de telemarketing que já tínhamos utilizado os 20 Gigas e se quiséssemos reclamar deveríamos ligar para D.Anatel.
A senhora acredita mesmo que D.Anatel, a mesma, que lhe considera um fornecedor exemplar em seu ranking, tenha realmente algum interesse em defender os direitos dos consumidores brasileiros?
Diante de tanta falta de respeito ao consumidor, irresponsabilidade, comportamento criminoso da senhora D.Claro e de seus diretores e telemarketing, será que a senhora na deveria ser investigada e punida pelo Ministério Público e pela PF e condenada a deixar o mercado? Será que a senhora tem consciência de que o que está praticando no Brasil é crime e que em qualquer outro lugar do mundo isso dar cadeia?
Fora do país as empresas prestadoras deste tipo de serviço são obrigadas a entregar o que vendem e só são permitidos "falhas" que não ultrapasse o limite de 5% do contratado para mais ou para menos. A Sr D.Claro sabe disso? E D. Anatel será que ela sabe também?
A coisa mais feia e pouco inteligente que pode acontecer com uma marca D.Claro é ela anunciar na grande mídia um serviço, achar que está abafando, consolidando a sua marca e enganar os seus clientes. Isso é PROPAGANDA ENGANOSA! coisa de malandro, marginal, cri-mi-no-so!!!
Por fim gostaria de informar a Sra D.Claro que acabamos de solicitar o cancelamento dos seus serviços e iremos aciona-lá na justiça para que devolva o nosso dinheiro e ainda nos indenize pelos prejuízos causados inclusive danos morais e materiais.
Ah! Mais uma coisinha:
Deixe de ser malandra Sra D. Claro e só venda o que realmente possa entregar.
Tenha um bom dia!

* segue a numeração do serviço vendido e não entregue: 71981829278
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta