quinta-feira, 16 de junho de 2016

Quilmes debocha da seleção brasileira, que vira 'geladeira'


São Paulo - A seleção brasileira vive um dos seus períodos mais obscuros. Derrotas humilhantes como o 7x1 contra a Alemanha na Copa do Mundo disputada em casa deu brechas para chacotas vindas de todos os cantos do mundo, principalmente de nossa arquirrival, a Argentina.

Termômetro que é, a propaganda não deixa de acompanhar essa situação tão delicada para o Brasil e prazerosa para os concorrentes. Na terra dos hermanos, a cerveja Quilmes resolveu debochar da seleção logo após a eliminação precoce dos brasileiros na Copa América deste ano.

No vídeo divulgado nas redes sociais, a marca compara nosso elenco com uma geladeira. Intitulado como “Boneco Sem Sangue”, um manequim vestido de jogador, com a tradicional camisa verde-amarela, é exibido juntamente de seus “atributos”: uma geladeira instalada no corpo, o número “71” estampado nas costas, uma clara referência a goleada germânica, e os pés virados para trás.


Não é a primeira vez que a Quilmes tira sarro do Brasil nesse ano. No início da Copa América, a marca de cerveja divulgou uma campanha em que torcedores argentinos com destino aos EUA acabam chegando no Rio de Janeiro. O que eles resolver fazer? Cantar a canção provocativa “Decime que se siente”, que ficou famosa na Copa de 2014.


Por aqui, até que tentamos fazer usar a tradição para criar um efeito reverso. Foi o que a Dentsu fez para a Placar, ao dar o seguinte recado aos hermanos: a maior seleção da história do futebol ainda é a brasileira.


A verdade é que, sem dúvida alguma, o Brasil anda bem mais competitivo na propaganda que no futebol.


Do AdNews
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta