sexta-feira, 27 de maio de 2016

CiaSenhas de Teatro realiza atividades culturais em Ilhéus


Ilhéus será a primeira cidade a ser contemplada com ações do projeto Circo Negro em Circulação no Nordeste, realizado pela CiaSenhas de Teatro. Entre os próximos dias 08 e 11 de junho, o grupo de Curitiba apresentará seu premiado espetáculo Circo Negro, sempre às 20 horas, na Tenda Teatro Popular de Ilhéus. Além da peça, o projeto oferecerá oficina de formação de plateia voltada a alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e realizará o encontro Ação de Com-Vivência, cujo público-alvo é a classe artística regional. Todas as atividades, incluindo as apresentações teatrais, são gratuitas. 

O projeto Circo Negro em Circulação no Nordeste conta com patrocínio do Ministério da Educação e Cultura e da Petrobrás Distribuidora. A iniciativa foi selecionada pelo Programa Petrobrás Distribuidora de Cultura 2015/2016. Entre os principais objetivos das ações estão proporcionar uma aproximação com a arte teatral, promover a troca de experiências artísticas e construir novos espaços de comunicação entre artistas de teatro no Brasil. 

Cia Senhas de Teatro 

A CiaSenhas de Teatro é um coletivo que atua em Curitiba desde 1999, formado por artistas-pesquisadores das Artes Cênicas. Desde sua fundação, a companhia têm se dedicado à investigação da linguagem cênica, mantendo o enfoque no trabalho do ator-criador. A CiaSenhas procura disponibilizar seus espetáculos a diferentes plateias, promovendo ações para o fortalecimento estético e político do teatro de grupo. Parte dos trabalhos pode ser conferida no site www.ciasenhas.art.br. 

Circo Negro 

Desde sua estreia em 2013, Circo Negro tem participado de inúmeros festivais e realizado apresentações em diversas regiões do Brasil. A montagem tem traz o texto do argentino Daniel Veronese, Traduzido por André Carreira, sob a direção de Sueli Araújo. Misturando realidade e ficção num jogo permanente com o público, Circo Negro é teatro apresentando o teatro. A citação ao circo está presente em todos os elementos visuais e sonoros, criando a paisagem de um tempo-espaço situado entre as imagens do circo mítico em contraste com o lugar do próprio teatro. A peça tem classificação 18 anos e conta com acessibilidade para pessoas com deficiências auditivas e visuais.


Enviado por Karoline Vital
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta