sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Denúncias de racismo terão atendimento diferenciado na Ouvidoria Geral durante Carnaval


As denúncias serão registradas através do Sistema TAG, software criado para o registro e gerenciamento online dos atendimentos realizados pela ouvidoria, e direcionadas.

Durante o Carnaval, a Ouvidoria Geral do Estado (OGE) realizará atendimento diferenciado aos cidadãos em casos de racismo e intolerância religiosa. As denúncias serão registradas através do Sistema TAG, software criado para o registro e gerenciamento online dos atendimentos realizados pela ouvidoria, que serão direcionadas à Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) e demais órgãos da Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa. O serviço faz parte das ações do Governo do Estado de enfrentamento ao racismo no Carnaval de Salvador.

Os foliões poderão entrar em contato no 0800 284 0011 entre quinta (4), das 8h às 18h, e terça (9), das 12 às 18 horas, e no (71) 3117-7448 entre quinta (4) e terça (9), das 14h às 18h. Também poderão fazer denúncias através do aplicativo TAG para Android, que possibilita ao cidadão o envio de até 4 fotos. O download pode ser feito através do www.ouvidoriageral.ba.gov.br.

A ação disponibilizará um posto fixo de atendimento na sede do Procon (Rua Carlos Gomes, 746, centro), o Centro Nelson Mandela Itinerante, que receberá denúncias e oferecerá orientação jurídica. Nos demais circuitos da festa, o serviço será prestado através de equipes de técnicos especializados, distribuição de material informativo e campanha de sensibilização.

A iniciativa do Governo do Estado está associada à Década Internacional Afrodescendente, estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), que prevê um conjunto de políticas públicas nos eixos do “Reconhecimento,Justiça e Desenvolvimento” para as comunidades negras até 2024.

Com informações da OGE e Sepromi


no Sepromi
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta