quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Startup constrói casas populares com plástico encontrado no lixo


Enquanto os lixões não param de acumular plástico, há muitas pessoas que não tem um teto para morar. E o que uma coisa tem a ver com a outra, afinal? Para a EcoDomum, startup mexicana, tudo!

O grande “vilão” do meio ambiente – que demora centenas de anos para se decompor, enche lixões e polui oceanos – também é uma solução muito viável e econômica de moradia popular. A matéria-prima barata garante a acessibilidade da tecnologia, que tranforma plástico em paredes e telhados. Segundo a EcoDomum, uma casa com 40 metros quadrados custa aproximadamente U$ 280 dólares para ser construída.

E mais! Além de acessível, o material é durável e impermeável. A startup produz cerca de 120 painéis todos os dias, evitando que cerca de 5,5 toneladas de plástico sejam desperdiçados no lixo diariamente. Uma casasimples leva uma semana para ser construída e usa apenas 80 painéis — cerca de duas toneladas de plástico —, segundo o fundador da empresa,Carlos Daniel González.

Leia a matéria completa em The Greenest Post.

Via RPA
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta