sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Ator de “Velozes” diz que Chris Rock deveria desistir de apresentar o Oscar


A polêmica sobre a ausência de atores negros nas indicações ao Oscar 2016 continua. Após o diretor Spike Lee e a atriz Jada Pinkett Smith anunciarem que não vão à cerimônia da premiação, foi a vez do ator Tyrese Gibson se manifestar sobre o assunto.

Em entrevista à People, o ator de “Velozes e Furiosos” disse que gostaria que Chris Rock não apresente mais o Oscar como forma de protesto.

“Não dá para ele aproveitar o momento, ir até lá e dizer: ‘Eu vou dizer isso e vou abordar a questão (da diversidade), e então vou continuar o meu show como apresentador’. A declaração que você tem que fazer é de que vai sair”, disse.

Tyrese disse ainda que, se os membros da comunidade LGBT tivessem sido deixados de fora da lista, as coisas seriam diferentes.

“Se o apresentador Chris Rock fosse homossexual, ele já teria saído”, afirmou.

O ator elogiou a iniciativa de Spike Lee e Jada Pinkett Smith de se pronunciarem sobre o tema da diversidade, mas disse que eles precisam fazer mais do que apenas expressar uma opinião.

“Se você tem problema em ser excluído, você não pode apenas sentar e reclamar. Você tem que corrigir o problema”, disse.

Apesar de querer mais diversidade no Oscar, o ator disse que está feliz por seu amigo Leonardo DiCaprio ter sido indicado, e afirmou que é importante que as pessoas se manifestem sobre o tema.

“Eu acredito que este vai ser o ano em que o Leo (Di Caprio) finalmente vai ganhar o Oscar de melhor ator. Nós não estamos dizendo que somos contra o Oscar. Nós só estamos dizendo: Isso não é legal. Você não pode fazer isso em 2016 e achar que ninguém vai notar”, disse.


Do UOL
Postar um comentário

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta