quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Facebook proíbe venda de animais dentro da rede social


O Facebook resolveu proibir dentro da rede social a venda de animais para evitar a prática de comércio ilegal e ainda incentivar a adoção.

Com 30 milhões de cachorros e gatos vivendo nas ruas, o que não falta no Brasil é uma boa oportunidade para você adotar um bichinho. É comum encontrar grupos de trocas, vendas e desapegos dentro da plataforma, mas quando estamos falando numa vida, a coisa muda. Em várias ocasiões acontecem ilegalmente a venda de animais silvestres, animais roubados e propaganda enganosa, aquela velha ideia de “comprar gato por lebre”, entre outros absurdos. Ou seja, nada melhor do que evitar esse tipo de “mercadoria”, não é mesmo?

Maria Luedy - Artista plástica, Salvador, Ba #racismoaquinao


Os cosplays dessa artista estão conquistando o Instagram


Se você ainda não conhece Kiera Please agora é a sua chance de recuperar o atraso. A blogueira de beleza de 21 anos atraiu seguidores leais devido a seus modelitos pouco convencionais e às vibrantes cores e penteados que escolhe para seu belíssimo cabelo afro.

Catuaba faz discurso de alerta no Carnaval: “Respeita as Mina”

Com poucas horas no ar, o post publicado no Facebook já conta com mais de 15 mil visualizações e mais de mil interações do público

Carnaval: agora as marcas estão muito mais cuidadosas ao se conectarem com o público nesta época do ano (Getty Images)

Se antigamente “se jogar na folia” era praticamente a expressão oficial do Carnaval, agora as marcas estão muito mais cuidadosas ao se conectarem com o público nesta época do ano, mesmo que o clima seja de festa e descontração.

Buika - Por El Amor De Amar


Para quem assistiu ao filme A Pele que Habito, do diretor Pedro Almodóvar, apreciou a performance dessa extraordinária cantora. Trouxemos uma das músicas que Buika canta no filme do diretor espanhol para que possam se deliciar dessa voz. Ouça acompanhando a letra abaixo!



Por El Amor De Amar

Quiero la luz del sol
También quiero el azul del cielo en el mar
Quiero mas sin fin
Para no tener nunca que terminar
Como la flor feliz de ver como nace la flor
Hoy mi sombra se deshace como el viento

Mary Daniel - Edward Franklin Fisk


Carnaval da Desigualdade

O carnaval está na porta e mais uma vez não podemos deixar de observar sua beleza e também suas desigualdades sendo coloridas e adornadas com paetês.


O carnaval de Salvador é a maior festa popular de rua do país e uma das maiores do mundo. Para isso, faz-se necessário o envolvimento de várias instâncias, tanto na esfera municipal quanto na estadual, para planejar e desenvolver suas ações carnavalescas. A segurança é reforçada através da intensificação do monitoramento via câmeras instaladas pela cidade, aumento e qualificação da rede hoteleira, maior contratação de guias turísticos, os horários dos transportes rodoviários são reajustados e linhas específicas são inseridas na ocasião, bem como serviços médicos, entre outros. A cidade se movimenta em torno da festa, os bairros onde ficam localizados nos circuitos tem sua rotina completamente alterada em prol do melhor funcionamento possível da festa, os investimentos são distribuídos entre: infraestrutura, alimentação, limpeza, transporte, comunicação, segurança e hotelaria.

Nelson Issa e Suzana Barbosa - Rio de Janeiro, RJ #racismoaquinao


quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Dr Lourival Vieira - Advogado, Salvador, Ba #racismoaquinao


Arquiteto ensina a fazer uma piscina com pallets, gastando apenas 300 reais


Com o calor acima dos 30º C que tem feito em muitas regiões do país, quem não gostaria de ter uma piscina para chamar de sua? Já imaginou poder reunir os amigos no fim de semana para um churrasco “refrescante”?

Ruy Castro - Exclusividade racial


RIO DE JANEIRO - Correu o país a história da jovem Thauane, branca, 19 anos, hostilizada num ônibus em Curitiba por mulheres negras por estar, segundo estas, se apropriando da cultura afro ao usar um turbante. Thauane alegou que sofria de leucemia, e o turbante escondia sua perda de cabelo causada pela quimioterapia. Espero que, depois de recuperada, Thauane continue a usar turbante –não como um estandarte de guerra, mas por achá-lo um bonito acessório.

Cora Coralina - Humildade


Senhor, fazei com que eu aceite 

minha pobreza tal como sempre foi. 

Que não sinta o que não tenho. 
Não lamente o que podia ter 
e se perdeu por caminhos errados 
e nunca mais voltou.

Mundo precisa se preparar para uma pandemia, afirma Bill Gates


As guerras e os movimentos de agitação caminham lado a lado com as doenças, diz Gates

A comunidade internacional deve se dar conta de que tem que se preparar para uma pandemia, disse, neste sábado (18), Bill Gates, fundador da Microsoft, na Conferência de Segurança em Munique.

Um dia sem mulher


Depois do Dia sem Imigrante, um Dia sem Mulher. A ideia vem surgindo desde novembro, de uma aliança internacional, ganhou um manifesto escrito por várias ativistas no jornal The Guardian e foi abraçada pelas organizadoras da Marcha das Mulheres, maior movimento social da história americana. E deve se espalhar por pelo menos 30 países, entre eles o Brasil, no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher.

Violino, meu amigo - Nice Ventura


Leci Brandão - Cidadã Diversidade



Gravado no Carioca Club Interlagos entre os dias 20, 21 e 22 de agosto de 2012.

Dr. Thiago Thobias - Advogado, Brasília, DF #racismoaquinao


Na polêmica sobre turbantes, é a branquitude que não quer assumir seu racismo

"Diferente dos brancos, negros parecem não ter o direito de se orgulhar de suas origens"

O turbante habitado por negras é diferente do turbante habitado por brancas / Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Quase toda cidade pequena – principalmente as de Minas – tem seu louco de estimação. Aquele que toda a cidade conhece, cuida e por quem zela como uma espécie de patrimônio. Ibiá, onde nasci, tinha o Zé Tem Dó; e foi com ele que aprendi sobre o valor simbólico de certos objetos. Eu devia ter uns quatro ou cinco anos. Minha mãe era costureira, e o Zé colecionava carretéis de linha. Portanto, suas visitas à minha casa eram constantes, porque minha mãe guardava todos os carretéis para ele e sempre oferecia algo mais, como um refresco, uma roupa, um prato de comida.

AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta