sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Aos poetas clássicos - PATATIVA DO ASSARÉ

Poetas niversitário,
Poetas de Cademia, 
De rico vocabularo 
Cheio de mitologia; 
Se a gente canta o que pensa, 
Eu quero pedir licença, 
Pois mesmo sem português 
Neste livrinho apresento 
O prazê e o sofrimento 
De um poeta camponês. 

À Sombra de um Delírio Verde - Uma denúncia dos indígenas obrigados a abandonar suas terras


Os índios Guarani Kaiowá, do Mato Grosso Sul, denunciam que estão sendo obrigados a deixar a terra que sempre ocuparam. Ao todo, são mais de 40 mil deles ameaçados pela monocultura de cana-de-açúcar, que devido ao alto lucro, se espalha rapidamente na região. Mesmo os territórios já reconhecidos como de propriedade indígena no Estado estão sendo desocupados.

Para conscientizar – Artistas africanos gravam música para campanha de combate ao ebola


Alguns dos mais conhecidos artistas africanos gravaram uma música em conjunto para ajudar na conscientização da população sobre o vírus ebola.

Chamada “Africa Stop Ebola” (África pare o ebola), tem contribuições de músicos como Amadou & Miriam, Salif Keita, Oumou Sangaré e Kandia Kouyaté, do Mali, Mory Kante e Sia Tolno, da Guiné, do astro do reggae da Costa do Marfim Tiken Jah Fakoly, da cantora congolesa Barbara Kanam e do senegalês Didier Awadi.

Suprema lição

"Aprendi através da experiência amarga a suprema lição: controlar minha ira e torná-la como o calor que é convertido em energia. Nossa ira controlada pode ser convertida numa força capaz de mover o mundo."

Mahatma Gandhi

Ensaio fotográfico: Herança Africana

Herança Africana por Mônica Anjos em Homenagem aos 215 anos da Revolta dos Buzios

Herança Africana por Mônica Anjos em Homenagem aos 215 anos da Revolta dos Buzios
Locação Museu Nacional da Cultura Afro-Brasileira, fundo com peças da Exposição em Homenagem a Mestre Didi

Cinebiografia de Tim Maia em cartaz!

Uma das estreias mais esperadas do cinema nacional é a cinebiografia do cantor Tim Maia, que chega às salas de exibição de Salvador. Com direção de Mauro Lima e elenco formado por Babu Santana, Robson Nunes e Alinne Moraes, o filme mostra detalhes da trajetória do artista, tão polêmico quanto querido.

Jovens que amarraram infrator em poste são detidos por tráfico

Rapazes de classe média são suspeitos de vender drogas na Zona Sul.
Na casa de um deles, a polícia apreendeu drogas, armas e dinheiro.

Jovens são presos por tráfico de drogas 
na Zona Sul do Rio de Janeiro. 
(Foto: Henrique Coelho/ G1)
Dez pessoas foram detidas na manhã desta quinta-feira (30) durante ação da polícia para combater o tráfico de drogas na Zona Sul do Rio. Segundo a polícia, entre os detidos e 44 investigados por relação com a quadrilha estão jovens que participaram do episódio em que um jovem foi amarrado a um poste no Aterro do Flamengo, além de membros da tática black bloc.

Agentes de diferentes delegacias deixaram a Cidade da Polícia, no Jacarezinho, às 6h da manhã, para cumprir mandados de busca e apreensão em apartamentos de jovens de classe média, em dois bairros da Zona Sul do Rio. Segundo as investigações, eles são suspeitos de vender drogas na área da praça São Salvador, em Laranjeiras, que fica a poucos metros de um quartel do Corpo de Bombeiros.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

O EMPREGO DOMÉSTICO ENTRE PASSADO E FUTURO - UMA REFLEXÃO A PARTIR DO GÊNERO E RAÇA



SEMINÁRIO NACIONAL:

O EMPREGO DOMÉSTICO ENTRE PASSADO E FUTURO

UMA REFLEXÃO A PARTIR DO GÊNERO E RAÇA

Salvador/BA - 29, 30/10 e 31/11

"The Many Faces of Billie Holiday" - Documentário legendado

"Ninguém canta como eu a palavra 'fome' ou a palavra 'amor'. Sem dúvida porque eu sei o que há por trás destas palavras" Billie Holiday


Negra, pobre, prostituída. A vida instável levada entre entre reformatórios e cabarés, das ruas do Harlem até as casas de espetáculos mais prestigiadas do planeta, entre a pobreza, fome, o sucesso arrebatador e a consolidação como "a melhor de todos os tempos".
Nascida Eleanora Fagan Gough a 15 de abril de 1915, logo no início de vida Billie conheceu os percalços do cotidiano, em uma época difícil em que a população estava dividida e classificada por cor, Billie logo percebeu que era branca demais para ser negra, porém negra demais para ser branca, jamais aceitou ser classificada por sua cor, uma ousadia à época, lutou a vida toda para se impor e pagou um preço alto por isso.
Dona de uma personalidade forte, e uma vida polêmica completamente desregrada cheia de altos e baixos, era manchete todos os dias, queria experimentar tudo, o álcool, as drogas, o amor e o sucesso. Começou a cantar em 1930, após passar fome e receber uma ordem de despejo da casa onde morava com sua mãe. Após o sucesso era a mulher negra com o salário mais alto da América.

O candomblé e a escravidão no Engenho de Santana são temas de encontro que reuni Mãe Ilza Mukalê e Ruy Póvoas nesta Sexta ​

Ruy Póvoas | foto: Flávio Rebouças
​A 5ª rodada dos Encontros da Tradição Oral no Candomblé Angola-Congo, terá como tema "Iyá Tidu e Mejigã: O candomblé e a escravidão no Engenho de Santana". E, para construir a discussão na roda de conversa Mãe Ilza Mukalê, neta de Iyá Tidu, terá como convidado Ruy Póvoas Katulembá, bisneto de Mejigã. 

A proposta é que Mãe Ilza Mukalê, nengua de nkisses do Matamba Tombenci Neto, e Ruy Póvoas Katulembá, babalorixá do Ilê Axé Ijexá, compartilhem com o público presente contos e cantigas que remontem a vivência das suas ancestrais na região do Engenho de Santana.

Fotógrafa capta momentos de uma mulher que se divide entre maternidade e prostituição

A fotógrafa dinamarquesa Marie Hald sempre se interessou por explorar o tema da prostituição, uma profissão legalizada em seu país. Após várias tentativas de encontrar uma mulher que gostaria de participar de um ensaio de fotos, ela conheceu Bonnie, 39, uma garota de programa e mãe de três filhos.

Depois de conversar por horas com Bonnie, ela concordou em compartilhar sua história de vida. Com isso, a fotógrafa criou a série “Bonnie, A Life in Prostitution”, que revela um olhar íntimo e sincero na luta cotidiana de uma mulher.

Gambiarra no currículo escolar

A pedagogia da gambiarra deveria ser ensinada em sala de aula

Geralmente a gambiarra é vista como uma improvisação debochada, quase um traço inferior do brasileiro, venerador do jeitinho.


Mas se as crianças tivessem uma educação para a gambiarra certamente aprenderiam a ser mais criativas e a resolver problemas.

Pode parecer engraçado, debochado até, mas é uma aula de empreendedorismo e criatividade, usando recursos escassos.

Selecionamos abaixo algumas gambiarras:

Rede repudia declaração de secretária de Promoção da Igualdade contra Marina

A Rede Sustentabilidade, projeto de partido liderado por Marina Silva (PSB), repudiou as declarações da secretária Adjunta de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da prefeitura de Rio Branco (AC), Lúcia Ribeiro. Ela havia postado, no perfil do Facebook, que Marina estava livre “para continuar fazendo a bainha da saia” com a reeleição da presidente Dilma Rousseff. A secretária também chamou Marina de carapanã, inseto também conhecido como muriçoca. A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Rio Branco tem a função de executar políticas que visam minimizar e zerar o preconceito. A capital do Acre é administrada pelo prefeito petista Marcus Alexandre. Lúcia exclui a postagem após ser criticada na rede social. "O combate ao preconceito e a todas as formas de discriminações não pode ser só retórico, mas prática cotidiana e efetiva dos que lutam por uma sociedade com igualdade, seja ela racial, de gênero, de nacionalidade e de direitos”, disse a nota da Rede.

ISSO É BRASIL - Mc GARDEN


Prod: Dj Vinicius Boladão

ISSO É BRASIL

Como é que vocês querem ser feliz esse ano
Deixando a responsa com o Feliciano
Humanos direitos vai ter o direito
De ter um monstro nos direitos humanos
Daqui a pouco vão tacar mais lenha
Querer acabar com a lei Maria da Penha
Se pá ele vai pedir o seu cartão
Mas vê se não vai esquecer de dar a senha

Minissérie Mãe de Santo (15 episódios)


Episódio 1


AS MAIS ACESSADAS

Da onde estão acessando a Maria Preta